9 dicas importantes na hora de contratar uma empresa de Segurança

O mercado de segurança privada no Brasil tem crescido no ritmo de 14% ao ano, com um faturamento de R$ 15 bilhões. Estima-se que, em todo o mundo, as empresas que oferecem serviço de vigilância possuem o dobro de homens capacitados em comparação com o efetivo policial. Isso representa um exército de 20 milhões de vigilantes, dos quais 570 mil são servidores no Brasil.

A proteção de propriedades particulares, como condomínios residenciais, shoppings e eventos é uma preocupação cada vez maior. A questão, no entanto, é a garantia de segurança por parte das prestadoras de serviço. Com o aquecimento do setor, empresas amadoras e irregulares concorrem com preços abaixo do mercado e comprometem a tranquilidade desejada pelos proprietários.

De acordo com o Sindicato das Empresas Privadas do Rio, para cada vigilante legalizado, existem três ilegais na ativa. Segundo o Sindicato das Empresas de Segurança Privada de São Paulo, apenas no estado 350 empresas já tiveram o alvará cancelado, e o número não se compara à quantidade de servidoras ilegais ainda em curso no restante do país.

Empresas irregulares não arcam com responsabilidades civis e criminais, caso haja falha no comportamento de seus seguranças.

Para evitar complicações causadas pelas clandestinas, alguns aspectos devem ser considerados durante a escolha da empresa de segurança adequada. Conheça algumas delas:

1 – Legalidade
Alguns documentos são necessários para a legalização da empresa. Entre outros, o Certificado de Segurança da Polícia Federal e a Autorização de Funcionamento emitida pelo Ministério da Justiça são essenciais. Funcionamento. Certifique-se de que a empresa opera há mais de 10 anos no mercado e tem qualificação técnica para prestação de serviços.

2 – Histórico
O dono da empresa e os vigilantes não podem ter antecedentes criminais ou estar envolvidos em processos judiciais.

3 – Clientes
Busque boas referências. Verifique o tempo em que a empresa presta serviços nos clientes em que atua, pois isso é um bom indicador de qualidade

4 – Efetivo
Os vigilantes devem ser licenciados e estar com treinamento renovado a cada dois anos. A idade dos profissionais deve ser preferencialmente entre 25 e 45 anos, e uniformes demonstram uma boa organização. Policiais civis e militares são proibidos de prestar serviços privados.

5 – Armamento
A legislação sobre o porte de armas impõe obrigações rigorosas para as empresas que trabalham com segurança privada. Vigilantes desarmados nem sempre conseguem conter um ato criminoso. As armas devem estar registradas em um sistema controlado pela Policia Federal (SINARM) possuindo um número de registro no referido sistema.
Para que as armas possam se deslocar ao local de prestação de serviços deverá ser emitida uma Guia de Tráfego que é o documento exigido pela Policia Federal, garantindo a legalidade do armamento no posto de serviço.

6- Equipamento
Integração entre homem e tecnologia é uma das maiores apostas para a segurança privada. Veículos oficiais, rádios profissionais, Equipamentos de Ronda e Monitoramento, Botões de Alertas/Emergências e materiais de treinamento também são diferenciais importantes.

7 – Instalações
Visite o escritório da empresa para conhecer o estado das instalações. Uma prestadora de serviços de vigilância deve possuir uma sede moderna e que evidencie a importância do uso da tecnologia para segurança, além de contar com um escritório de representação na internet.

8 – Planejamento
Solicite um plano prévio de segurança. Ele deve conter o número de vigilantes encarregados e um planejamento do sistema de alarme que será utilizado em seu patrimônio.

9 – Custo
O custo do serviço depende das necessidades do cliente, mas também está relacionado ao nível de formação dos guardas, aos custos das armas e dos equipamentos técnicos, entre outros.

Gostou das dicas? Então não perca as nossas outras dicas sobre Segurança,  Equipamentos para Segurança e muito mais. Aproveite e siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook e no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *